Queijos Artesanais

Conheça nossa variedade escolhendo pelo tipo de leite, selecione abaixo.

Tipo Reblochon - 600g

Código Interno: 0290

Reblochon
Reblochon

Por: R$48,40

Em Estoque

ATENÇÃO: Produto vendido por unidade mas cobrado por quilo. O valor acima representa o preço médio de uma peça.

De origem francesa, o Reblochon é um queijo de leite de vaca muito produzido na região da Alta Saboia, sendo maturado por 3 semanas.

O Reblochon é um queijo semimole de textura compacta, normalmente sem olhaduras, porém maleável, de cor amarela clara e com casca lavada de cor amarela-alaranjada. Possui um sabor suave, um pouco amanteigado, que lembra nozes, e um pouco frutado, possuindo um cheiro marcante e característico.

O queijo Tipo Reblochon Serra das Antas é um queijo pequeno e redondo, com aproximadamente 15cm de diâmetro, e pesando em torno de 600g, com validade de 70 dias (2 meses e dez dias).

Assim como todos os queijos, o Reblochon deve ser conservado refrigerado em temperatura máxima de 8°C.

Alergênicos: Contém Leite.

Não Contém Glútem.

Obs.: Este queijo possui sua denominação de origem protegida. Deste modo, por se tratar de um queijo produzido no Brasil, deve apresentar a denominação "Tipo" antes de seu nome.

No século treze, fazendeiros arrendatários de Thônes, na região de Alta Saboia (Haute-Savoie) eram tributados de acordo com a quantidade de leite que seus rebanhos produziam. Como consequência, quando o fiscal vinha até a fazenda, os fazendeiros não ordenhavam completamente suas vacas até que a produção fosse medida. Após sua saída, eles então ordenhavam suas vacas uma segunda vez ("reblocher") para preparar um queijo que ficou conhecido como “Reblochon”.

Por volta do século dezoito, a produção do Reblochon não era mais praticada em segredo e no século dezenove começou a florescer comercialmente. Para preservar o nome e qualidade de seu queijo, os queijeiros de Reblochon tomaram providências para se proteger contra imitadores. Em 1953, eles obtiveram uma descrição regulamentada de seu queijo.

Hoje, a zona designada de origem do Reblochon cobre cerca de 184 vilas nas províncias de Saboia (Savoie) e Alta Saboia (Haute-Savoie). A zona inclui os pastos a prados alpinos das montanhas Aravis, os Ronchois e o vale d’Abondance onde as raças de gado Abondance, Montbeliarde e Tarine pastam em pastagens naturais. Seus leites são influenciados pelo solo da região, a grama e flores que as vacas comem e teor de água.

Informação Nutricional (?)

98kcal . . . . . . . . . . . . . . 5%
0g . . . . . . . . . . . . . . . . . 0%
5,8g . . . . . . . . . . . . . . . . 8%
8,4g . . . . . . . . . . . . . . . 15%
4,6g . . . . . . . . . . . . . . . 21%
0 . . . . . . . . . . . . . . . . . . -
0g . . . . . . . . . . . . . . . . . 0%
194mg . . . . . . . . . . . . . . .8%
110mg . . . . . . . . . . . . . . .5%

A embalagem do queijo lhe permite continuar maturando, mesmo sob refrigeração, então deguste-o em diferentes estágios da maturação para determinar o “ponto” ideal para o seu paladar. 

Tire-o da refrigeração e da embalagem uma hora antes de servi-lo, isto suavizará o aroma da casca, dará à massa a consistência adequada e liberará os seus melhores sabores.

Consuma-o, com ou sem casca, acompanhado por uma bela “baguette” crocante. Vale lembrar que os sabores mais intensos se concentram na casca. Numa tábua de queijos, pode ser combinado com Camembert, Saint-Marcellin, Gorgonzola dolce, figos secos, avelãs e amêndoas.

 

Procure harmonizá-lo com vinhos tintos encorpados e longos, se preferir brancos, experimente os que passaram por barrica de carvalho.

 

Possuindo um sabor mais acentuado, aroma marcante e uma massa macia e untuosa, combina bem com cervejas de malte torrado, devido ao seu presente amargor. Dê preferência às Ales, em especial as Pale Ales, Strong Golden Ales e Amber Ales, algumas cervejas trigo com sabor mais pronunciado, como algumas Weizenbier (ou Weissbier) ou uma Weizenbock ou mesmo uma Pilsner (ou Pilsen) mais encorpada.

 

Sempre o conserve refrigerado (entre 3 e 10°C). Quanto mais alta a temperatura de conservação mais rápida e intensa será a maturação.

Para evitar ressecamento da casca, acomode-o em recipiente tampado, isto também evitará que o queijo transfira ou receba aromas dos outros alimentos.

Ao abrir a embalagem procure conservar o papel parafinado para reembala-lo se necessário, na impossibilidade disto, reembale-o em filme de PVC estirável. Recomenda-se consumi-lo em até sete dias depois de aberto, mas se bem embalado e refrigerado, certamente este prazo poderá ser estendido. Lembre-se que o queijo continuará maturando.

Só o congele em último caso, preferencialmente com o queijo já bem maturado. Depois de descongelado consuma-o completamente, certamente haverá mudança na consistência da massa. A conservação após o descongelamento não é boa.

Processando...